Resenhas #71 - Forrest Gump

Autor: Winston Groom Sinopse:   Forrest Gump é um idiota. Ou ao menos é assim que a sociedade o considera. Estigmatizado por seu QI baix...


Autor: Winston Groom
Sinopse: Forrest Gump é um idiota. Ou ao menos é assim que a sociedade o considera. Estigmatizado por seu QI baixo, Forrest não acredita ter nascido para grandes feitos. Mas as situações em que se envolve desde a juventude são tudo, menos comuns. Ainda na escola, o jovem gigante do Alabama é promovido a prodígio do futebol americano, em um primeiro sucesso que rapidamente o leva a outras aventuras. Do Vietnã à China Comunista, da Nova Guiné a Hollywood e até no espaço, inusitadas circunstâncias vão guiando Forrest em uma trajetória de vida impressionante e nada corriqueira. 



    De fato, esse livro é um livro único. A começar pela escrita peculiar. Por quê? Simplesmente porque o livro é em primeira pessoa e nosso protagonista não é muito inteligente. Ele "escreve" sua história muitas vezes do modo que fala, por exemplo, com gerúndio sem o "d". Isso simplesmente foi genial da parte do escritor e genial da parte de quem traduziu, pois teve um grande trabalho para adaptar erros ortográficos em inglês para o português.



   Mas por que esses erros são geniais? Primeiro que passa muito mais a realidade do protagonista, segundo, dá uma simplicidade fantástica a história. Mas ao mesmo tempo que o livro tem uma pegada leve e aventuresca, ao acompanharmos Forrest se metendo em várias situações inusitadas, também vemos a parte de pesada crítica ao sistema americano. Com essa forma de narrar, o autor soube trazer equilibradamente diversos assuntos, muitas vezes polêmicos, sobre os quais as pessoas não querem discutir, lembrar ou admitir que é um erro. 



   O autor traz desde o mais óbvio, preconceito com pessoas "especiais", até assuntos mais profundos, como a Guerra do Vietnã. Então de uma maneira completamente inusitada de escrever, o autor nos faz pensar sobre assuntos importantes e não deixa de nos divertir com as aventuras em que o Forrest se mete, sempre "sem querer querendo". Ele satiriza diversas particularidades da história americana e das instituições por meio da maneira "idiota" do Forrest pensar e ver e nos faz rir com as situações dele, sob um suave humor e não rimos dele em si. Então o autor não está ofendendo e zombando de pessoas que possuem problemas mentais e sim zombando da nossa sociedade.




   Livro e filme são obras completamente diferentes mas que tem esse mesmo objetivo. O filme trabalhou a história do Gump de forma bem diferente, ainda mantendo algumas características, mas o filme também têm seu valor mesmo que não tão fiel à obra. Por isso achei sensacional da parte da editora colocar um texto de apoio no final do livro onde explica as diferenças principais entre as duas obras e como são importantes, porquê o filme ter mudado e adaptado várias coisas não é ruim.





   Agora falando da edição. Só tenho palmas pra ela. Tudo no livro foi feito com cuidado para tornar a leitura ainda mais agradável e completa. Começando pela diagramação que está incrível, com as letras impressas em tinta azul, e as maravilhosa ilustrações feitas pelo Rafael Coutinho que sintetizou muito bem a essência da obra. E o que falar da capa linda? Simples e bonita. As folhas de guarda são um charme a parte e ainda temos a jacket com dois lados diferentes pra você escolher qual usar. Como sempre, toda a equipe da Aleph está de parabéns pelo excelente trabalho e cuidado que tem com todos os livros que passam pelas mãos deles! 





   Sendo assim, é uma experiência totalmente nova e única a leitura desse livro. Eu recomendo esse livro pra quem já assistiu, pra quem ainda não assistiu e pra quem nunca ouviu falar. Considero ele um clássico e uma das melhores leituras do ano.


ISBN: 978-85-7657-347-0
Páginas: 390
Ano de lançamento: 2016
Editora: Aleph
Classificação: 5/5
Skoob

Beijinhos e até logo!! ^^




*Compre Na Amazon: Forrest Gump

You Might Also Like

1 comentários