Resenhas #55 - Fique onde está e então corra

Título original: Stay where you are and then leave Autor: John Boyne Sinopse: Alfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversár...


Título original: Stay where you are and then leave
Autor: John Boyne
Sinopse: Alfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversário de cinco anos. Quase nenhum amigo dele pôde ir à festa, e os adultos pareciam preocupados - enquanto alguns tentavam se convencer de que tudo estaria resolvido antes do Natal, sua avó não parava de repetir que eles estavam todos perdidos. Alfie ainda não entendia direito o que estava acontecendo, mas a Primeira Guerra Mundial tinha acabado de começar. Seu pai logo se alistou para combate, e depois de quatro longos anos Alfie já não recebia mais notícias de seu paradeiro. Até que um dia o garoto descobre uma pista indicando que talvez o pai estivesse mais perto do que ele imaginava. Determinado, Alfie mobilizará todas as suas forças para trazê-lo de volta para casa.

   Geralmente não gosto de livros escritos pelo ponto de vista de uma criança, com exceção, claro, de John Boyne e mais recentemente Harper Lee ( O sol é para todos). Não tem um livro dele que não leio e me sinto tocada. Ele escreve assuntos sérios e consegue passar uma mensagem bem forte de maneira surpreendentemente sensível.
   Em O menino do pijama listrado, uma das obras mais famosas do autor, nós vemos a Segunda Guerra Mundial pelos olhos de um garotinho alemão. Já nesse livro, vemos a Primeira Guerra Mundial pelos olhos de um garotinho londrino que tem uma péssima lembrança de seu aniversário de 5 anos, que foi quando a guerra começou, trazendo uma grande carga emocional para todos da família e do bairro onde moram.

  E assim nós vemos como a guerra afeta as pessoas. Estrangeiros fora de seu país e o preconceito que sofrem, criança que perde o pai na guerra e a consequência disso na família, como filho e mãe ficam sobrecarregados, como até mesmo os soldados que sobreviveram são afetados. Vemos a história de um garoto que teve que amadurecer rápido demais para sua idade. E é escrito de forma tão verdadeira que é impossível não se apaixonar pela narrativa dele.

   O interessante é que a mensagem não é apenas sobre os efeitos ruins da guerra mas, de forma tão inocente, mostra como o amor é um sentimento poderoso, capaz de curar as feridas, resgatar coisas perdidas e recuperar e conquistar muitas coisas.

"Quando ia dormir à noite, esforçava-se tanto quanto podia para juntar o máximo de recordações sobre sua família antes das mudanças, pois, se lembrasse como costumava ser, então haveria sempre a chance de, um dia, tudo voltar ao normal". - pg. 14

   Amo histórias ambientadas na Primeira e Segunda Guerra Mundial pelo simples fato de serem um pouco mais reais e é um assunto que me interessa bastante. E John Boyne sabe muito bem escrever histórias lindas que se passam em épocas tão horríveis. E enquanto em um eu terminei o livro chorando, no outro terminei feliz e sorrindo. É uma história onde as personagens batalham por um final feliz. Essa é uma belíssima história onde as personagens são bem desenvolvidas no decorrer do livro, buscando melhorar a situação e nunca desistindo.
   Como sempre, fico impressionada com a escrita de John Boyne. Mais um pra lista dos preferidos. E mais um motivo para querer todos os livros dele! hehehe
Também não posso esquecer do trabalho da editora que fez esse livro ficar incrível e à altura da obra de John Boyne.


ISBN: 978-85-65765-40-4
Ano de lançamento: 2014
Número de páginas: 220
Editora: Seguinte
Classificação: 5/5

You Might Also Like

0 comentários