Resenhas #54 - A rainha vermelha

Título original: Red Queen Autor: Victoria Aveyard Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: Vermelho ou Prateado Mare...


Título original: Red Queen
Autor: Victoria Aveyard
Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: Vermelho ou Prateado
Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso... Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

    Quando comecei a ler não pude deixar de lembrar de duas trilogias incríveis: A seleção e Estilhaça-me. Não é nenhum tipo de comparação porque são totalmente diferentes, mas é que eu realmente achei esse livro uma mistura genial dessas duas histórias.
   Mare Barrow vive num mundo dividido entre os vermelhos, que são comuns e frágeis, e os prateados, cujo sangue tem uma mutação que os torna muito mais fortes e possuem diversos poderes. Assim são a realeza, os líderes e nobres. É uma espécie de mundo dos sonhos do Magneto onde os mutantes comandam e os humanos fracos são pobres e meros escravos. rsrs

"Não somos iguais, embora talvez não dê para perceber só de olhar. A única coisa que nos diferencia - ao menos por fora - é que os prateados andam eretos. Já nossas costas são curvados pelo trabalho, pela esperança frustrada e pela inevitável desilusão com nosso fardo na vida". - pg. 9


   Há alguns clichês, típicos de distopias adolescentes, mas também tem seu diferencial. Muitas surpresas no decorrer da leitura, muita ação e sem muita enrolação. Uma história única e incrível que a escritora está sabendo aproveitar. Esse é só o primeiro livro e eu já quero filme! As cenas de lutas, os poderes, os príncipes (rsrs) e todo o cenário me fizeram pirar com a leitura. A protagonista não é irritante em momento algum e a leitura nunca é entediante. 
   A escrita da autora ajuda muito também. Ela escreve de um jeito simples, claro e inteligente tornando a leitura fluida. A cada página que você lê mais você quer ler. A vontade de largar o livro para comer e dormir simplesmente não vem. Eu ficava boquiaberta com alguns acontecimentos e me pegava tão empolgada e envolvida que falava com as personagens! 



                                     "Todo mundo pode trair todo mundo".

   Essa frase é umas das lições mais fortes que o livro passa. Mas calma, não é spoiler, não estou entregando nada! Algumas coisas você só descobrirá juntando as peças enquanto lê ou até mesmo só na hora que for revelado. E posso garantir que é uma grande surpresa.


   Tenho que parabenizar a editora pela edição MA-RA-VI-LHO-SA! Que capa perfeita! A mais linda da estante. E claro a diagramação e tradução também estão incríveis! E estou amando agora que os livros vem com o marcador atrás para recortar. Gostaria de ter tirado fotos melhores para mostrar o quanto esse livro é lindo! Outra coisa que gostei foi do Agradecimento da Victoria Aveyard no final, que longa como é mostra como ela é uma pessoa fofa e engraçada.

ISBN: 978-85-65765-69-5
Ano de lançamento: 2015
Número de páginas: 424
Editora: Seguinte
Classificação: 4/5
Skoob

Beijinhos e até logo!! ^^

You Might Also Like

0 comentários