Resenhas #48 - Por favor, cuide da mamãe

  Título original: Omma Rul Put'akhae/ Look after mom Autor: Kyung-Sook Shin Sinopse: Park So-Nyo, 69 anos, e...



 

Título original: Omma Rul Put'akhae/ Look after mom
Autor: Kyung-Sook Shin

















Sinopse:Park So-Nyo, 69 anos, esposa e mãe, levou uma vida de sacrifícios. Há alguns anos sofreu um derrame que a deixou vulnerável e confusa. Certo dia, viajando do interiro da Coréia do Sul até Seul para visitar seus filhos já crescidos, Park perde-se do marido quando as portas do metrô se fecham. Ela nunca mais é vista.
  Começa então a procura, liderada pela família, que se transforma em uma exploração emocional, repleta de remorso, de lembranças do passado e da triste descoberta da mãe que eles nunca conheceram.


   Esse foi meu primeiro contato com a literatura coreana, E assim como foi com a italiana, já imaginava ter uma experiência diferente, ler sobre um lugar diferente. E realmente foi uma experiência diferente, mas muito boa. 
   Eu já esperava encontrar citações de comida e bebidas que já conheço por ter contato com os dramas sul coreanos, uma espécie de série, e até imaginava que seria muito parecido. Mas é aí que eu estava enganada de um jeito bom. O livro não foi nenhum pouco meloso e nem tão dramático quanto os dramas coreanos. Foi uma leitura simples, de fácil entendimento e muito muito emocionante. Não teve uma página lida em que eu não me senti no lugar das personagens.
   O tempo todo o livro faz você repensar sua relação com os pais, se você é grato aos sacrifícios que já fizeram por você. Faz pensar até mesmo em pequenas coisas que não havíamos prestado atenção antes. É um livro delicado e profundo. Kyung-Sook construiu seus personagens de forma consistente. Cada parte um membro da família falando sobre suas lembranças da mãe, as coisas que ela fez por eles e seus esforços de encontrá-la. Suas reflexões sobre o que fizeram de errado pra ela e oq ue poderiam ter feito diferente. Ela descreveu os sentimentos e pensamentos dos filhos de uma forma tão real que acabamos fazendo parte daquela família e sentimos o desespero deles em encontrar a mãe batendo de frente com a carreira e família deles.
  A autora apresenta a cultura coreana com muita naturalidade parecendo que já conhecemos o país. E apesar de já ter um certo conhecimento sobre a cultura, o livro foi muito interessante. O trabalho de tradução está muito bom. Algumas pessoas podem estranhar o fato de os membros se referirem um ao outro de "irmão" ou "irmã" ao invés de chamá-los pelo nome, como aqui. Já eu esperava encontrar escrito em romanização, "oppa" e "unnie", mas achei muito interessante traduzirem tudo, assim causando menos estranhamento para quem não está acostumado.
    Esse foi um livro muito tocante para mim. O tempo todo vemos a luta da família em achar a mãe, aquelas que eles perceberam que não deram valor, que desprezaram para que suas carreiras impulsionassem, que ignoraram por um tempo, a mãe que fazia e fez tudo por eles. Aquela pessoa inocente e todos os sentidos mas que era uma boa pessoa. E nisso surge um mix de emoções, sensações e lembranças. Você sentirá aquele amor puro e genuíno que os pais costumam ter pelos filhos que na maioria das vezes são ingratos e impacientes.
   Eu gostei tanto que quero muito ler outros livros dessa autora. E a edição do livro também é maravilhosa. Capa, diagramação, fonte, tradução, estava tudo muito bom. Preciso desse livro na estante, um achado na biblioteca pública.


ISBN: 978-85-8057-132-5
Páginas: 236
Ano de lançamento: 2012
Editora: Intrínseca
Classificação: 5/5

Beijinhos e até logo!! ^^

You Might Also Like

1 comentários

  1. Me interessei! Em que biblioteca vc achou? vou pegar pra ler, se for tão bom quanto vc descreveu talvez eu compre um dia.

    ResponderExcluir