Resenhas #5 - A máquina do tempo

Terminei de ler hoje meu primeiro livro da meta do mês e tinha que fazer resenha dele! Título original: The time machine Autor: H...


Terminei de ler hoje meu primeiro livro da meta do mês e tinha que fazer resenha dele!

Título original: The time machine
Autor: H. G. Wells
Ano de lançamento: 1895
Número de páginas: 148
ISBN:978-85-7962-008-9
Editora: Alfaguara
Sinopse: A Máquina do Tempo: a mais espantosa das invenções, capaz de levar seu criador a uma viagem surpreendente através de milhares de anos de transformações sobre a Terra. Novos seres ocupando a superfície e as entranhas do planeta, vivendo numa incrível civilização do futuro, onde a luta pela vida é implacável. O final dos tempos e a agonia do sistema solar com o colapso de nossa estrela, prestes a explodir.
Uma história de aventura e emoções inimagináveis, esta obra também é uma reflexão sobre os valores de nossa sociedade e sobre o mundo que construímos hoje.



   O livro é bom, mas não merece 5 estrelas, ao meu ver. Vou explicar. É uma estória de ficção-científica, obviamente, mas com traços de filosofia. A personagem principal, do qual o nome não é revelado, durante sua viagem ao futuro, começa a falar com ele mesmo, raciocinando sobre aquelas criaturas que viviam ali, os Eloi. Criaturas bondosas e delicadas que falam outra língua e não possui muitos avanços tecnológicos, que ele esperava que a humanidade tivesse produzido no futuro. Ele se decepciona ao ver que a humanidade não evoluiu para algo melhor e acaba refletindo sobre os valores da sociedade atual, do que estamos construindo. Ele fica mais decepcionado ainda ao entender que aquelas criaturas viviam bem durante o dia, mas passavam muito medo á noite, porque outras criaturas, que só saíam no escuro, provavelmente os atacava, os Morlocks, dos quais ele tinha nojo e emdo, pois não se pareciam com seres humanos.
   Ele continua se decepcionando ao viajar ainda mais para o futuro e chegando ao fim do planeta, como se não tivesse outro destino para a terra.
   A narrativa, ás vezes é cansativa, porque, como eu disse, ele fica refletindo sobre a sociedade e o que vai se tornar no futuro. O final é um pouco decepcionante, porque esperava mais. Mas ao ler o prefácio, pude entender o porquê de certas falhas na narrativa e na estória.
   Eu esperava mais do livro, mas essa obra não deixa de ser uma leitura clássica, fácil e rápida de ler! Faz você pensar em muitas coisas das quais nossa sociedade faz, age e pensa. Eu recomendo o livro, porque ele não é ruim, apenas não superou minhas expectativas.
   Este livro possui duas adaptações cinematográficas: uma de 1960 e outra de 2002. Em breve assistirei as duas e farei resenha aqui no blog, dizendo qual das duas é mais fiel ao livro e qual é mais legal!
   espero que tenham gostado da resenha! Comentem se já leram o livro ou assistiram algum dos filme, o que achou deles.
                                              Beijinho e até logo!! ^^ 

You Might Also Like

0 comentários